Zezé di CAMARGO – “MILITARISMO VIGIADO”. Artista é atacado por defender MILITARES e retorno ao MILITARISMO

“MILITARISMO VIGIADO”. Zezé de CAMARGO é atacado por defender MILITARES e retorno ao MILITARISMO

O artista ZEZÉ de Camargo em entrevista concedida à Leda Nagle confessa sua decepção com a política e faz coro com a crescente multidão de pessoas que acredita que as instituições políticas têm que ser higienizadas por meio de uma ação militar que em seguida retornaria o controle para as mãos do civis. Zezé de Camargo é quase unanimidade entre os admiradores da música nacional, presença constante em programas da Rede Globo o artista quase que instantaneamente recebeu críticas violentas nas redes sociais. Publicações como a revistaCARTA CAPITAL se apressaram em criar charges e textos criticando a visão política do artista.

…  não concordo com a opinião politica nem aqui nem na china! Militarismo vigiado é o caramba! Ele é maluco eu não confio em militares tanto quanto nos bandidos”

“O maior absurdo sobre política quem está falando é o próprio Zezé! Desejar uma ditadura? Como se os militares também não fossem corruptos…”

“Fala logo que gosta do Bolsonaro Zezé , ta com medo de levar pau ? assuma homem …”

Zezé Di Camargo disse: “ou a gente tem a coragem de nesse momento passar tudo a limpo… vão me criticar… vão falar de mim… o Brasil lutou muito pela democracia, o povo brasileiro… muita gente confunde militarismo com ditadura. Nós vivíamos num militarismo vigiado. Ditadura é na Venezuela, Cuba viveu com Fidel Castro e até hoje vive… China, Coréia do Norte… O Brasil nunca chegou a ser uma ditadura daquela que diz que ou você está a favor ou está morto.  Imagino que o Brasil hoje precisa passar por uma depuração. Até pensar num militarismo para reorganizar. doutrinar e entregar de novo – limpamos essa corja aqui , toma aqui o Brasil democrático de novo…  Ninguém tem que ser politicamente correto. “

Revista Sociedade Militar

Comentários no Facebook