Tenente do Exército alega perseguição e afirma ter sido reformado à revelia

O tenente Messias Sant’Ana Dias foi objeto de várias postagens do blog em 2015, desde que conseguiu ser promovido a oficial do Quadro Auxiliar de Oficiais do Exército (QAO). Em vídeo, ele denunciou as irregularidades no processo de promoções de subtenentes e sargentos, particularmente no seu caso.Após obter na Justiça Federal de Brasília uma liminar que suspendia as promoções dos Subtenentes de Infantaria ao QAO em junho daquele ano, Messias Dias teve seu processo analisado e sua promoção em ressarcimento de preterição aprovada em tempo recorde.
A esse episódio seguiram-se as ‘Cartas ao Comandante do Exército’, documentos públicos endereçados ao General Villas Bôas, com análises e sugestões sobre a promoção de sargentos e o ingresso no QAO; promoções no Quadro Especial; Colégios Militares; e reservistas. Cada ‘carta’ foi acompanhada de um vídeo sobre o assunto noYouTube.
Em outubro, nova polêmica, desta vez em decorrência do Inquérito Policial Militar mandado instaurar pelo Comandante da Escola de Formação Complementar do Exército e Colégio Militar de Salvador (EsFCEx/CMS), a partir das manifestações públicas.
Na época, seu advogado Cláudio Lino afirmou que Messias Dias foi indiciado no IPM sem motivo determinado no CPM e CPPM, o que caracterizaria procedimento ilegal.Na época o Comando da EsFCEx/CMS foi questionado pelo blog a respeito do assunto, mas não se manifestou.
Nesse mesmo período ocorreu uma ação coordenada de alguns comentaristas, ‘exigindo’ um destaque maior no blog às postagens sobre o assunto.
Agora, a história ganha um novo capítulo. Em novo vídeo, o oficial afirma estar sendo reformado proporcionalmente ao tempo de serviço e faz novas denúncias sobre o processo e sobre supostos abusos e perseguição que teria sofrido.
Aí está. Tirem suas conclusões.
Aqui, o arquivo do blog sobre o Tenente Messias Dias.
As informações são do Blog do Montedo

Comentários no Facebook