REMUNERAÇÃO e DIREITOS dos MILITARES de Nível Médio em COMPARAÇÃO com funcionários dos Estados, União e Prefeituras.

REMUNERAÇÃO e DIREITOS dos MILITARES Nível Médio em COMPARAÇÃO com funcionários dos Estados x União e Prefeituras.

Revista Sociedade Militar – RJ. Muitos militares têm se perguntado sobre o nível de conhecimento da imprensa nacional que atualmente tenta jogar nas costas dos MILITARES das Forças Armadas o rombo existente na previdência social.

Será que esses repórteres pelo menos se dão ao luxo de investigar salários e planos de carreira de MILITARES das Forças Armadas? Um militar concursado ingressa na caserna com um salário bem menor do que as carreiras de nível médio de concursados de nível estadual, federal e municipal.

É interessante levam em consideração também a quantidade de direitos e deveres relacionadas às carreiras e o salário ao final da carrera.  Um militar de nível médio após 30 anos de carreira vai para a reserva com um salário de aproximadamente R$ 5.5 mil reais, sem direito a receber o FGTS ou algo equivalente que o auxilie a adquirir uma casa própria ou iniciar um projeto de vida.

Abaixo um comparativo de cargos que exigem nível médio para ingresso nas Forças Armadas e instituições públicas.

CARGO

JORNADA DE TRABALHO e DIREITOS

REMUNERAÇÃO INICIAL

Observações

Militar da Marinha na graduação de Marinheiro Ingressou por concurso para a Escolas de aprendizes marinheiros

DEDICAÇÃO EXCLUSIVA – Sem direito a periculosidade, pagamento de horas extras, sindicalização e greve

R$ 1.7 mil

O militar da Marinha é sujeito à jornadas de trabalho de vários dias ou meses seguidos sem qualquer remuneração extra. Opera com armamento. É responsável por grupso de homens sob seu comando em missões perigosas, corre risco de vida, é sujeito a plantões, convocações, meses seguidos sem ver a família, transferências compulsórias etc

Militar do Exército na Graduação de SARGENTO

DEDICAÇÃO EXCLUSIVA – Sem direito a periculosidade, pagamento de horas extras, sindicalização e greve

R$ 3.5 mil

O militar do Exército é sujeito à jornadas de trabalho de vários dias ou meses seguidos sem qualquer remuneração extra. Opera com armamento. É responsável por grupso de homens sob seu comando em missões perigosas, corre risco de vida, é sujeito a plantões, convocações, meses seguidos sem ver a família, transferências compulsórias etc

ANALISTA DO SEGURO SOCIAL E DE TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS (federal)

40 HORAS semanais – sindicalização, greve, periculosidade etc.

R$ 4.8 mil

Técnico Judiciário do Tribunal de Justiça do Paraná (estadual)

40 HORAS semanais – sindicalização, greve, periculosidade etc.

R$5.5 mil

Técnico Judiciário – Área administrativa TER – São Paulo (Estadual) Publicado no D.Oficial da União, edição de 30/08/2016.

40 HORAS semanais – sindicalização, greve, periculosidade etc.

R$ 5.9 mil

salario de sargento do exercito
salario de marinheiroRevista Sociedade Militar.

Comentários no Facebook