Militares se MOBILIZAM e fundam associação nacional

Militares se MOBILIZAM e fundam associação nacional.

Militares das Forças Armadas e familiares se reuniram em Minas Gerais e fundaram a União Nacional de Militares. A entidade se prepara para uma grande mobilização visando a aprovação da PEC 443/2014 (Saiba mais sobre essa PEC).

A Proposta de Emenda Constitucional deve legalizar a representação de MILITARES por meio de associações. A norma prevê que as associações não ganham status de sindicatos. Mas, terão direito de ser os representantes legais dos associados, ganhando o direito de participar de negociações que dizem respeito a salário, jornada de trabalho, modernização de regulamentos militares etc.

Vários militares já declararam que se sentem sub-representados no Legislativo Federal. Sem força para pressionar o governo. Tendo como única voz os comandantes militares, oficiais generais escolhidos a dedo pela presidente, a categoria é uma das mais prejudicadas e a cada dia perde poder aquisitivo.

A fundação da União Nacional de Militares ocorreu no dia 21/12 no Museu de Crédito Real na cidade mineira de Juiz de Fora. Contudo, a liderança ressalta que a entidade é de âmbito nacional e terá delegados em todos os estados da federação.

WALFREDO RODRIGUES FILHO que atualmente possui um mandato de Vereador, disse que a criação da associação será importante para a união dos militares das Forças Armadas de todo o país. Walfredo disse ainda que a regional de Minas Gerais deve começar a funcionar já em fevereiro próximo.

KELMA COSTA, militante conhecida da causa militar, diz que: “a primeira vista pode até parecer que a UNM é apenas mais uma nova associação, mas ela vai além disso. Seu principal objetivo é unir todos os militares focando o bem-estar da classe. O fortalecimento das forças armadas é maior objetivo”.

KELMA, que foi escolhida pelos presentes para assunção do cargo de Presidente da nova associação, já disse à Revista Sociedade Militar que a partir de janeiro dedicará especial atenção à luta pela aprovação da PEC 443/2014. Um batalhão de militares e familiares já se apresentou para pressionar os políticos ligados á Forças Armadas e Forças Auxiliares. A líder informa que no início do ano deve conversar com o Capitão Augusto e Cabo Daciolo sogre o assunto.

A nova presidente da associação deixa o email (kelmacosta73@gmail.com) para aqueles que desejarem mais informações sobre o assunto..

Revista Sociedade Militar

Comentários no Facebook