MILITAR do Exército foi TORTURADO e ASSASSINADO no Rio de Janeiro

Redes sociais e jornais do Rio afirmam que corpo do cabo do Exército Jorge Fernando foi encontrado dentro de um veículo em uma favela do Complexo do Chapadão no Rio de Janeiro. O militar, na intenção de complementar o salário, trabalhava também como taxista e já teria se recusado a transportar grupos de traficantes.

O pai do MILITAR lembra que além de ser lotado no 25º Batalhão Logístico Escola, em Magalhães Bastos, Jorge Fernando era estudante de administração e praticava esportes. O senhor Elias Souza disse que pediu auxílio ao Exército, mas que não recebeu nenhum tipo de ajuda. “A minha esposa, mãe dele, foi no quartel onde meu filho serve. A informação foi passada para eles e não tivemos suporte algum do Comando Militar”, finaliza.

A família teria dito para a imprensa que, mesmo fornecendo detalhes da localização do corpo, exército e a polícia ainda não se movimentaram para o resgate.

O jovem militar posava para as redes sociais dentro e fora do automóvel e gostava de dizer que construía seu sonho. “Se você não construir seu próprio sonho, alguém irá contratá-lo para trabalhar no dele ” .

Procurados, o Comando Militar do Leste e o Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase) ainda não se pronunciaram sobre o caso. Já a PM afirmou ter feito operações constantes na região, mas garante não ter recebido informações sobre nenhum corpo encontrado na comunidade.

(Imagem de redes sociais) Revista Sociedade Militar

Original/Completo em http://www.sociedademilitar.com.br/wp/2016/02/militar-do-exercito-foi-torturado-e-assassinado-no-rio-de-janeiro.html

Comentários no Facebook