General que foi engraxate depõe como testemunha de Lula

Curitiba (PR) – O General de Divisão Expedito Alves de Lima prestou depoimento ao Juiz Sérgio Moro nesta terça-feira (20), no âmbito da Operação Lava Jato. Ele foi arrolado como testemunha de defesa do ex-presidente Lula, no processo que envolve a compra, pela Odebrecht, de um terreno em São Paulo para a construção do Instituto Lula.
Como coronel, Expedito foi diretor do Departamento de Gestão do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República  de 2007 até abril de 2010, quando chegou ao generalato. Sua promoção ganhou notoriedade por que, ainda menino, exerceu a função de engraxate num quartel do Rio de Janeiro e foi incentivado pelos militares a estudar e prestar concurso para a Escola Preparatória de Cadetes.
(Com informações da Coluna Expresso, de Época)/Montedo

Comentários no Facebook