GENERAIS SENTENCIAM O FIM DAS PROMOÇÕES A 2º SARGENTO QE – “PRESENTE DA RACE DE ANO NOVO”

Generais decretam, em Portaria do Comandante do Exército, Publicado no BE 052, de 29 de dezembro de 2017, que os Sargentos QE terão que possuir o interstício mínimo de 92 meses, como 3º Sargento, para Promoção – Interstícios para Promoções no Exército – EXCERTO BE 052 – (CLIK).

 VALA COMUM PARA PROMOÇÕES DOS SARGENTOS – RETALIAÇÃO – Boletim – Portaria Revogada – Promoções dos Sgt QE – 48 Meses – (CLIK)

Em ato cabível de ser interpretado como retaliação, pelas lutas dos Sargentos QE – Quadro Especial, para ter assegurada ascensão profissional a Subtenente, o Comandante do Exército, revogou a Portaria que autorizava as Promoções desses militares, com interstícios de 4 anos de 3º para 2º Sargento QE, os colocando na vala comum, junto com os demais Sargentos de Carreira, quando então as Promoções dos QE, só ocorrerá com 8 ANOS (DOBRO).

O COMANDANTE DO EXÉRCITO, “MAIS HUMANO”, DÁ DURO GOLPE NOS MILITARES DO QUADRO ESPECIAL

 Muitos dizem que o acometido General Villas Boas seria o Comandante do Exército, “mais humano” de todos os tempos – Tire suas conclusões pelas obras. Longe dessa ilação, a verdade é que os planos de promoções dos Sargentos do QE foram, literalmente, enterrados no Exército Brasileiro.

Os 3º Sargentos QE promovidos, a partir, de junho de 2014, terão que ter na prática 92 (noventa e dois) meses para as promoções, ou seja, na prática ao invés de serem promovidos com 4 (quatro) anos na Graduação de 3º Sargento, terão que possuir o dobro na Graduação.

No tocante aos Cabos, que ainda não foram Promovidos a 3º Sargento QE, sugere-se, desde já, buscar Terapia, pois, como dizia Cazuza: “o seu futuro é duvidoso, eu vejo dor”.

QUEM PRECISA DE INIMIGO? PASSOU DA HORA DE VESTIR O PIJAMA 

O Caldeirão do Inferno sempre estará de portas abertas para os militares, pois as atitudes demonstram que os mesmos não precisam de inimigos, pois o fogo amigo é certeiro.

É até demagogo militar falar em aumento salarial, quando na verdade o que precisa é receber condecorações e ser elevado ao Cargo de Adjunto de Comando – Diga-se, que depois de criado tal distinção, só medidas “In Malan Partem” foram tomadas – Qual a função mesmo do tal Adjunto?

 MALDADE E INJUSTIÇA

A medida, Oxalá seja revogada, digamos que é de uma maldade sem limites. Tirar o pouco reconhecimento dado pela Instituição, os equiparando a “Res Nullius” ou “Res Derelicta”.

Injustiça sim, pois se hoje temos Sargentos QE, justamente quem necessitou foi a Pátria, que juramos defender com o sacrifício da própria vida. Os que hoje, decidiram com uma simples canetada jogar “a última pá de cal“, não valorizam anos de experiência e sacrifício com que esses militares se dedicaram as Forças Armadas. Muitos então Soldados e Cabos, atualmente Sargentos QE, permaneceram por mais 15 anos em situação de miséria na Fronteira do Brasil, detalhe, sem as suas Famílias.

Desculpa de não terem realizado concurso público. Perdemos a conta de Oficiais que foram para a AMAN, sem realizar concurso público. Também se advir desculpa de não possuírem o CAS – Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos, basta observar que muitos QE exercem as mesmas funções dos Sargentos de Carreira, digo, 3º, 2º e 1º Sargento, até mesmo as funções de Subtenente. Se falta o CAS a esses é por descaso das Forças Armadas, por falta de Plano de Carreira.

A LUTA PARLAMENTAR É A ESPERANÇA – O VOTO É IGUAL A TODOS – SE LIGA

Não há mais o que duvidar que necessitamos de representantes Políticos, especificamente advindos da Plebe, ou seja, Praças, não Deuses.

A medida nos leva a total descrença. Então cuidado com a tapinha nas costas, palavras de que somos companheiros. Na verdade o que se quer são serviçais.

Faça valer o seu Voto. O momento de decisão é 2018. Quem uma vida toda foi arrogante e sangue azul, não muda.

Há necessidade urgente de Lei de Promoções para às Praças – Hoje estamos na “mão do palhaço”.

 NÃO HÁ COESÃO – HÁ RIVALIDADE E DESUNIÃO 

Com essa Portaria de Interstícios, O Comandante do Exército, revogou a combatida e ilegal, Portaria do Chefe de Estado-Maior do Exército, porém manteve e aumentou, ainda mais, a distinção nas promoções entre os diversos Quadros de Oficiais do Exército, o que acirrará a rivalidade e desunião entre os Oficiais  – General Catão em sua última e única verdadeira reflexão, citou a total desunião entre Oficiais e Praças, porém agora é bem pior – Vivemos, inclusive, o sistema de Castas de Oficiais.  

” (…) E HÁ TEMPOS NEM OS SANTOS TEM AO CERTO A MEDIDA DA MALDADE (…) – HÁ TEMPOS – LEGIÃO URBANA ”

As informações são do Blog do Subtenente Messias.

Comentários no Facebook