Em última missão, capitão do Exército relata emoção ao encontrar corpo do filho nas águas do Paraíba

Lorena (SP) – Trinta e quatro anos de serviço militar, e a última missão da carreira do capitão do Exército Leonardo Assunção foi encontrar o corpo de seu filho, o policial militar morto no rio Paraíba nesta quinta-feira.
Em um áudio enviado a agentes do 5º BIL (Batalhão de Infantaria Leve), de Lorena, Leonardo agradeceu as orações e falou sobre como foi encontrar o corpo do próprio filho, desaparecido desde a última terça-feira.
Ele afirma que ‘queria um motivo’ para se aposentar, e que essa seria sua última missão. Leonardo fez parte da força-tarefa que passou os últimos dois dias buscando o policial, que possui o mesmo nome, nas águas do Paraíba. Ele estava desaparecido desde terça, quando caiu no rio durante perseguição a um suspeito em uma operação contra o tráfico de drogas.
“São poucos pais que tem a honra de ver o filho sendo homenageado pela presença de mais de 100 militares de todas as forças. Muitos pais perdem o filho para a droga, mas Deus me deu essa honra de ver meu filho morrer no cumprimento do dever. Um verdadeiro soldado”, afirma o capitão no áudio.
Leonardo conta que, ao tirar o corpo do filho da água, fez questão de abraçá-lo. “Prossigamos na missão. Participo de resgates desde a época de soldado, mas Deus queria que minha última missão fosse resgatar meu filho. Assim eu fiz. Queria um motivo para ir para reserva, e acho que foi esse. Tudo pode mudar, mas acho que cumpri minha última missão”, disse.
O Vale/montedo.com

Comentários no Facebook