Bois-Bumbás Flor do Campo e Malhadinho não farão tradicional duelo em 2017

O tradicional ‘Duelo na Fronteira’ entre os bois-bumbás Flor do Campo e Malhadinho não será realizado em 2017 na cidade de Guajará-Mirim (RO), a 330 quilômetros de Porto Velho. Através de um documento, a comissão organizadora do Festival Folclórico da Pérola do Mamoré (Fefopem) confirmou o evento foi cancelado por falta de recursos financeiros para custear a preparação das duas agremiações.

Segundo a anunciado, um dos motivos principais para o cancelamento foi que a empresa responsável pela estrutura do evento não iria disponibilizar os R$ 40 mil (R$ 20 mil para cada boi) neste ano, o que iria impossibilitar a preparação das fantasias e alegorias de apresentação na arena.

Duelo foi cancelado por falta de recursos financeiros (Foto: Júnior Freitas/G1)

Devido as inadimplências das diretorias anteriores, os bois ficaram impossibilitados também de receber recursos do Governo do Estado por conta dos trâmites burocráticos legais.

Inicialmente a ideia era de realizar o festival nos dias 11, 12 e 13 deste mês, porém, vários impasses deixaram a realização do duelo em dúvida, mas ainda com a possiblidade de acontecer em uma data posterior.

No mês de junho, foi anunciado que apenas o boi Malhadinho não participaria do evento por falta de recursos financeiros. Na época, os representantes do Boi Malhadinho apontaram que a entidade possui um débito de R$ 52 mil referente às despesas do festival de 2016 e que para participar nesta edição, seriam necessários no mínimo R$ 100 mil para pagar a confecção das alegorias e mão de obra dos artesãos.

A confirmação do cancelamento aconteceu após uma reunião realizada no início deste mês, que contou com a participação da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo (Semcet) e os representantes dos dois bois-bumbás.

Durante a reunião as duas agremiações decidiram que não irão duelar neste ano, mas que irão realizar eventos independentes para levantar recursos que servirão para o pagamento das dívidas internas e externas de ambos. Os dois bois acordaram que em 2018 o evento voltará a ser realizado e que trabalharão em conjunto para que a realização de fato aconteça.

Fonte: G1/RO

Comentários no Facebook