Uma pauta para os Adjuntos de Comando

Por Ricardo Montedo

Editei um comentário recebido na postagem 

Primeira reunião dos Adjuntos de Comando do Alto Comando do Exército

É um bom material para análise, pois engloba várias sugestões, algumas muito relevantes. Creio que representa o pensamento médio dos praças de carreira do EB.

Confira:

1. O cargo deve ser uma indicação dos pares, atendendo à pré – requisitos mínimos, pois o fato de um militar ser bem pontuado não significa necessariamente que tenha o perfil para ser Adjunto de Comando.

2. O Adjunto de Comando deverá ter uma postura diferente, devendo se aproximar mais da tropa, para que não se torne apenas mais um assistente do Comandante.

3. É necessário um canal de comunicação com a tropa, para que todos os praças possam saber o que está sendo discutido sobre os praças.

4. As politicas de valorização dos Praças deverão ser divulgadas e analisadas por todos. Culturalmente os praças são meros digitadores de documentos para Oficias.

5. As politicas de valorização dos Praças deverão ser disseminadas no currículo da AMAN, pois de nada adianta a valorização somente entre as Praças se os Oficias que iniciam a carreira não a reconhecem.

6. Discussão da desverticalizacao dos salários da Praças;

7. Analisar com muito cuidado a nova política de qualificação dos Praças, pois pode ocorrer uma desigualdade como já ocorre hoje: militares que servem locais com poucos recursos para educação podem não conseguir acompanhar os que servem nos grandes centros;

8. Com a diminuição dos quadros de carreira é o aumento do temporário, haverá uma divisão dos Praças nos quartéis. O Adj Cmdo terá que trabalhar esta situação, para evitar problemas para a carreira do praça no EB.

As informações são do BLOG DO MONTEDO

Comentários no Facebook